22 de março de 2011

história (9) - a descoberta.


Pedro não lhe atendia o telemóvel. Passou o fim de semana inteiro com o telemóvel desligado e sem ir á net.
Segunda, maria chega a escola muito antes da aula, para ver se encontrava para perguntar o que se passava. Era muito estranho tudo o que estava a acontecer, rita conta-lhe o que viu, em relação á barbara e depois pedro não atende. Ela estava certa de que se estava a passar alguma coisa, mas sem telemóvel, sem estar na escola era impossível de falar com ele (esta juventude, de facto, depende imenso dos meios de comunicação, aiai.)
Passou um dia de aulas e pedro não foi a nenhuma... Ela começava a ficar mesmo preocupada, a entrar em pânico até. Maria estava a caminho de casa, quando encontra pedro, sentado num banco de jardim onde estiveram quando deram o seu primeiro beijo. Ele estava inclinado. Maria pensou "será que é ele ou é da minha cabeça? é melhor ir ver" e ao pensar nisto correu até ele. Quando chegou lá ficou sem reacção, nem sabia o que havia de pensar daquilo! Maria ficou parada a olhar para "aquilo". Sim aquilo. Quando maria se aproximou viu pedro sentado no banco, e a bárbara deitada com a cabeça sobre as pernas dele. O seu cabelo cobria o seu colo todo e pedro estava muito carinhosa e cuidadosamente a dar-lhe festinhas! Então, maria, deitou a mala pó chão e salta para cima de bá e deu-lhe um murro pela cara e desatou a puxar-lhe o cabelo. Pedro meteu-se no meio delas e agarrou maria, que ainda lhe consegui dar várias chapadas. Maria gritou: "Mas o que se passa aqui afinal? Porque não me respondes-te ás mensagens pedro? O que se  passa contigo, connosco?"
- Já não preciso mais de ti maria.
- Mas o quê? Como assim? - disse aos berros, toda desajeitada e a chorar com voz de desesperada.
- Sim foi o que ouvis-te, já não preciso mais de ti. J´tive tudo o que queria de ti, está tudo acabado.
Bárbara só se ria disto, e maria salta para cima dela para lhe bater novamente, mas pedro, protege bárbara, agarrando-a.
- Pedro, nunca  pensei ouvir isto de ti! Nunca! Sabes o que te digo? Isto não  fica assim, á não fica não! Não te vais ver livre de mim assim tão facilmente pedro, eu AMO-TE!
- Não entendes que não quero saber de ti para nada? Baza daqui miuda.
Maria saiu a chorar dali.

(continua.)

9 comentários:

Mónica'Monteiro disse...

Oh :(
Até eu fiquei triste com a atitude do Pedro xD

Fiquei curiosa, beijinhos :]

Ana Catarina disse...

estou a adorar a história (:

ana disse...

é uma boa sensação. a sensação de que a pessoa de que estamos a gostar já gosta de nós :)
já à muito tempo que não vinha ao teu blog, mas adorei a hstória! continua-a :)

nênê disse...

Obrigada querida :$
Continua *.*

joanaf disse...

obg fofinha *-*
ah, adoro a musica.

Anónimo disse...

oh amor continua tou super curiosa, atao mas aquele parvo nao gosta da maria? ai acerio -.-
oh drii ta winda continua amo.te muitao <3

ass: carolina vieira

● anaf disse...

opá ele é um parvo, coitadinha da maria!
está lindas meu amor, agora quero mesmo ver o que acontece :D
AMO-TE e continua :)

Cátia Costa disse...

ele é um parvo :c

continua!

Madalena disse...

eia coitada da Maria :c
ai á rapazes mesmo estúpidos..

beijinhos, continua!