29 de março de 2011

história (10) - reacções


Maria corre até casa que era muito perto de onde estavam, entra e bate com a porta, deita-se na cama a chorar, aos berros. Maria estava desesperada, estava doida, estava-se a sentir estupida, humilhada, enganada! Pedro só se quis aproveitar dela, como foi ela tão parva para cair na conversa dele? Ela acreditava mesmo que pedro a amava, como lhe tinha dito várias vezes! De repente pega no telemóvel e liga a rita para vir ter a casa dela. Só ela a podia ajudar nesta altura. Rita diz-lhe que já estava á espera disto, afinal ele é o mais popular da escola, come todas e tem montes delas atrás dele. Estava a achar estranho o facto de andarem uma semana. Maria concordou com ela, realmente como era possível que pedro podesse sequer olhar para ela. Rita disse:
- Mas maria, tu também és popular naquela escola, por motivos diferentes, mas também eras. Tenho a  certeza que irás encontrar alguém melhor que ele, ele não te merece, acredita no que te digo.
- Sim eu sei,  mas isso não me interessa para nada, ser popular ou não. Eu gosto dele desde do 5º ano, mas talvez estes anos que passaram não tenha dado conta no que ele se tornou, estava iludida, pensava que o que dissessem dele fosse mentira, mas não. Ele usou, abusou e largou, e acredita que um dia alguém de quem ela possa vir a gostar lhe vai fazer o mesmo, e aí sim vai sentir a sua própria pele o que eu senti.
- Completamente. Mas conta-me melhor o que fizes-te amor, quero pormenores. Deve ser difícil de descrever isso, mas tenta.
- Ok, vou tentar. Olha eu nem sei bem o que senti quando os vi, ali, juntos. Ela estava com a cabeça no colo dele e ele a dar-lhe festinhas! O meu namorado estava a dar-lhe festinhas no cabelo. Senti-me mal, usada, traída. enganada, desesperada, sei lá mais o quê. A minha reacção foi saltar-lhe para cima! Ela apesar disso estava a gozar com a minha cara, ria-se á descarada. Eu juro que os odeio. Senti-me tão desesperada e tão envergonhada ao mesmo tempo. - Maria começou a chorar. - Agora só quero esquecer isto tudo.
Rita deu-lhe um enorme abraço e limpou-lhe as lágrimas, e a única coisa que ela disse foi "caga no assunto, eu estarei cá sempre para ti,  seja em que circunstancia for!"

4 comentários:

Madalena disse...

pois são!
infelizmente são muitos os rapazes que fazem isso -.-'

joanaf disse...

adoro a história *

Sandrina ´L. disse...

Estou a adorar a historia!
sigo :)

Anónimo disse...

oh amor gosto bue da atitude da rita pra ela :D amo bue amor continua que tens o meu apoio sempre :)

amo.te mesmo muito drii <3
ps: amor eu digo os rapazes as vezes sao parvos ai ai :p

ass: carolina vieira <3