21 de março de 2011

enquanto o orgulho for maior que a saudade (..)




tarde demais, pois é, eu sei que é, sei bem disso, mas nada me impede de dizer o que penso, de expressar o que sinto, nem de te dizer o quanto te amo. errei novamente, mas é essa a lei da vida. a nossa abrange isso. eu erro, e tu desculpas, tu erras e eu desculpo, e nunca dá em nada. nunca. estou farta de que esteja assim, que acabe da mesma maneira, embora nós saibamos que ainda não acabou. eu amo-te, sim. tenho saudades tuas, sim. mas enquanto o meu orgulho for maior que a saudade nada me move até ti. nada me leva a ir falar contigo. nada do que me poderão dizer vai mudar isso. e sabes porquê? tenho medo. tenho medo da reacção que possas ter. sei que pensam ou que se calhar até tu pesas que ando a brincar com tudo isto, que ando a brincar com os teus sentimentos, que estou bem sem ti, que te substitui como melhor amigo ou até mesmo que não tenho saudades de ti, de te abraçar e de te mexer nos caracóis. juro, eu sou tão burra, tive o que quis e não dei valor a nada disso. não ouvi o que me disses-te. nem o que os outros me disseram. e sabes porquê? isto já é rotina! e quero sair de-la. quer dizer, queria. avisaram-me do que te estava  afazer é mau, mesmo mau, mas para mim era normal, porque afinal o que fizes-te também não foi nada "bom" para mim, como deves compreender. estamos os dois a ser muito estúpidos mesmo, e já percebi isso, mas e tu? já percebes-te? quero o meu melhor amigo de volta, o meu apoio de volta. quero um eu e tu, quero um nós, quero os teus abraços, quero os teus beijinhos, e quero estar contigo. quero falar contigo, quero-te mandar msg, quero atirar-me e pôr-me ás tuas cavalitas. quero a tua camisola, quero sentir o teu cheiro e olhar-te nos olhos á espera que desvies o olhar, o que já é normal. quero chorar ao pé de ti, quero ouvir musica contigo, quero fotos contigo, quero-te a ti. será que não entendes? eu sei que sou assim, detestável. quero ver o video que fizes-te para mim, aquele video, não sei se te lembras. quero chorar ao vê-lo, ao ver o que escreves-te, que saudades! começo a pensar que não snetes a minha falta, que não me queres mais presente na tua vida, que não sentes a saudade que eu sinto, que para ti já não sou nada. isso assusta-me, porque acima de tudo quero ser em quem tu confias, a tua "melhor amiga", a que esteve, está e sempre cai estar. quero a tua amizade. preciso tanto d eti que nem tens noção. passar por ti na escola ou seja onde for, é horrível!
isto tudo para te dizer que a saudade é imensa, que te amo muito e que te quero sp comigo melhor amigo, meu amor, meu filipe, meu + que tudo (L)

p.s. feito no fds mas não publiquei nem sei porquê, espero que gostem meus docinhos.

10 comentários:

SaraM disse...

se o queres tanto de volta secalhar tens de baixar a guarda, esquecer um pouco o orgulho e falar com ele :)

Catarina disse...

nem sabes o qnt e bom saber isso *.* muito obrigada

Cátia Costa disse...

não és nada detestável, querida.

sim, a sério :)

patrícia amado disse...

gostei muito!

SaraM disse...

vais acabar por conseguir :)

Corina de Oliveira disse...

As saudades sao tao boas :)

carina, disse...

escreves tão bem amor :$

Aninhas disse...

oin, que blog tão lindo, ja estou a seguir *.*

ana ferreira disse...

força fofinha (L)

mariana f. disse...

diz-lhe, tenho a certeza que adorará saber (: